Polícia investiga morte suspeita de bebê em creche que funcionava de maneira irregular

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Na manhã de quarta-feira (23), um bebê de 5 meses morreu de forma misteriosa, em uma creche particular de Itapecerica da Serra, na Grande São Paulo. A polícia passou a investigar o caso.

O pai de Ana Beatriz Pires dos Santos, o autônomo Claudimar José dos Santos, relatou ter deixado a filha na creche por volta das 6h20. Inexplicavelmente recebeu um telefonema, cerca de três horas depois, que a menina havia morrido no local.

No final da tarde de quarta, a declaração de óbito apontou que a bebê teve um edema pulmonar. A família alega que ela não tinha nenhum problema de saúde.

“Não temos mais nem chão para continuar vivendo. A razão que eu tinha para viver se partiu de uma maneira tão trágica”, disse o pai.

A mãe da criança é montadora de peças hospitalares e ficava o dia inteiro no trabalho. A família registrou boletim de ocorrência e registrou o óbito como “morte suspeita”.

A creche onde a criança morreu funcionava irregularmente e “a Secretaria de Educação se utilizou de todos os meios cabíveis e legais para interromper as atividades na instituição.

Representantes da Secretaria da Educação e do Conselho Tutelar, acompanhados da Guarda Civil, foram ao local, para pedir o encerramento das atividades por prática irregular de ensino.

“No mesmo dia, o Conselho Tutelar realizou a devolução das crianças para os pais/responsáveis, que também foram orientados ao funcionamento irregular da instituição e que os menores não tinham as mínimas condições de segurança para a permanência no local”, diz a nota.

Procurada, a responsável pela Escolinha Crisântemos, localizada no Jardim Jacira, não quis se pronunciar.

 

Posts Relaciondos