Brasileira morreu ao defender filha de ataque a faca na Alemanha

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Na sexta-feira passada (25) a professora brasileira Christiane H., de 49 anos, foi uma das vítimas de um ataque a faca na cidade de alemã de Würzburg.

A brasileira se jogou sobre a filha de 11 anos, chamada Akines, quando o autor do atentado, um homem de 24 anos, de nacionalidade somali, avançou sobre as duas. O sobrenome de mãe e filha não foi divulgado.

Outra vítima do ataque foi uma idosa de 82 anos que teria protegido a criança, puxando o agressor para longe.  A menina sobreviveu.

As brasileiras, mãe e filha, teriam chegado no começo do ano à Alemanha, onde Christiane H começaria a dar aulas em uma escola de Würzburg. Uma amiga da brasileira ouvida pela agência disse que o pai da menina ainda está no Brasil.

Três pessoas morreram e várias ficaram feridas no atentado, de acordo com a polícia alemã. O homem, que mora na cidade de cerca de 130 mil habitantes, foi baleado e preso.

Nesta segunda-feira (28), outro ataque foi registrado na cidade de Erfurt, quando um homem feriu dois pedestres e fugiu do local.

O motivo do ataque não foi esclarecido de imediato, mas a polícia disse que não há motivo para suspeitar que fosse um ataque politicamente motivado.

As duas vítimas são homens de 45 e 68 anos que foram socorridos e levados para hospitais próximos, onde foram submetidos a cirurgias.

 

Posts Relaciondos